Potential for lychee crop in Mata Norte Pernambucana - Brazil | Potencial para cultivo de lichia na Mata Norte Pernambucana - Brasil

Nina Iris Verslype, Raphael Miller de Souza Caldas, José Machado

Resumo


Lychee crops occurs mainly in South and Southeast regions of Brazil. In this study, the digital terrain modeling (DTM) of the micro-region Mata Norte Pernambucana, was designed to identify the districts that have potential for lychee crop, through the parameters of average altitude, precipitation and temperature. The districts analyzed were Aliança, Buenos Aires, Camutanga, Carpina, Condado, Ferreiros, Goiâna, Itambé, Itaquitinga, Lagoa do Carro, Lagoa do Itaenga, Macaparana, Nazaré da Mata, Paudalho, Timbaúba, Tracunhaém and Vicência. The analysis of climate, wind power and altitude in Mata Norte Pernambucana, has revealed that some districts of the micro-region have potential for lychee crops, which is a product with great financial return, and may contribute to increase economy and quality of life in the micro-region.

 


Palavras-chave


Climatic aspects, Litchi chinensis, adaptability.

Texto completo:

PDF

Referências


CONDEPE/FIDEM. Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco. Perfil Fisiográfico das Bacias Hidrográficas de Pernambuco, 2006. Disponível em: www.condepefidem.pe.gov.br/. Acesso em: 20 fev 2016.

CALDAS, R. M., & VERSLYPE, N. I. Pitaia: potencial de cultivo na microrregião Sertão do Moxotó através de Modelo Digital do Terrreno| Pitaya/dragon fruit: farming potential in the Sertão of Moxotó through Digital Terrain Model. Revista Geama, v. 4, n. 1, p. 15-21, 2016.

CAVALLARI, L. L. Raleio de frutos em variedades de lichieira. 2013. xii, 47 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, 2013.

CHAKRABORTY, K.; SAHA, J.; RAYCHAUDHURI, U.; U CHAKRABORTY, R. Tropical fruit wines: A mini review. Natural Products: An Indian Journal, vol. 10, no 7, p. 219-228, 2014.

COSTA, D. B. Adubação fosfatada em cana planta e soca em argissolos do nordeste de diferentes texturas. Revista Caatinga, Mossoró, v. 27, n. 4, p. 47 – 56, 2014.

CPRM. Serviço Geológico Do Brasil. Diagnóstico dos municípios da Microrregião Mata Setentrional Pernambucana. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005. Disponível em: http://www.cprm.gov.br/publique/Hidrologia/Mapas-e-Publicacoes/Pernambuco---Atlas-Digital-dos Recursos-Hidricos-Subterraneos-325.html. Acesso em: 07 mar 2016.

CUENCA, M. A. G.; ALBUQUERQUE-RANGEL, J. H.; ARAÚJO, H. R. Effect of cassava productivity in Pernambuco over the production gross value between 1977 and 2009. Revista Raízes e Amidos Tropicais, v. 9, n. 1, p. 01-10, 2013.

DCA. Departamento De Ciências Atmosféricas. Dados climáticos do estado de Pernambuco. Disponível em: < http://www.dca.ufcg.edu.br/clima/dadospe.htm>. Acesso em: 07 fev. 2016.

GUIMARÃES, J. E. R. et al. Ácido cítrico e quitosana na conservação de lichias 'Bengal'. Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 35, n. 3, p. 730-737, 2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados climáticos. 2011. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/ . Acesso em: 20 fev 2016.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE - @cidades. 2014. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/uf.php?lang=&coduf=26&search=pernambuco. Acesso em: 04 fev 2016.

JATOBÁ, L.; SILVA, A. F.; GOMES, A. L. L. Relevo e solos no dominío morfoclimático dos “mares de morros” em pernambuco. Revista Equador, v. 3, n. 2, p. 2-18, 2014.

LIMA, D. A. Estudos fitogeográficos de pernambuco. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica (Online), vol. 4, p.243-274, 2007.

LINS, L. C. R. D. Propagação da lichieira por alporquia em diferentes substratos e épocas do ano. 2013. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Viçosa, 2013.

LOPES, M. O. Litchi chinensis Sonn.: estudos microbiológicos e fitoquímicos. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal de Alfenas, Alfenas, MG, 2014.

MATOS, E. H. S. F. Cultivo de Lichia. Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico - CDT/UnB, 2012.

MARTINS, I. C. F.; CAVALLARI, L.; HADDAD, G. Q.; AUGUSTO, T.; CIVIDANES, F. J.; MARTINS, A. B. G. Grupos de insetos visitantes florais da lichieira (Litchi chinensis Sonn.) em Jaboticabal, estado de São Paulo, Brasil. Acta Agronómica, v. 62, n. 1, p. 1-6, 2013.

MELO, P. C. S.; SANTOS, V. F.; SILVA, L. S.; SANTOS, I. F.; MELO, M. R. C. S. Teste de genótipos de arroz em casa de vegetação para cultivo de sequeiro na zona da mata de Pernambuco. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, Recife, v. 7, p. 305-311, 2010.

NASA. National Aeronautics and Space Administration. Surface meteorology and Solar Energy: Global Data Sets, 2005. Disponível em: http://eosweb.larc.nasa.gov/sse/. Acesso em: 09 fev 2016.

PIRES, M. C. Efeito do anelamento e do paclobutrazol no florescimento e frutificação, sobrenxertia e análise sazonal de macro e micronutrientes em (Litchi chinensis Sonn). Brasília: Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, 115p. Tese (Doutorado em Agronomia). 2012.

QUEIROZ, E. R.; ABREU, C. M. P.; SANTOS, C. M.; SIMAO, A. A. Composição química e fitoquímica das farinhas da casca e da semente de lichias (Litchi chinensis Sonn) cultivar 'Bengal'. Cienc. Rural [online]. vol.45, n.2, pp.329-334. 2015.

QUEIROZ, E. R. Frações de lichia : caracterização química e avaliação de compostos bioativos. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Lavras, 2012.

QUEIROZ, E. R.; ABREU, C. M. P.; OLIVEIRA, K. S. Constituintes químicos das frações de lichia in natura e submetidas à secagem: potencial nutricional dos subprodutos. Rev. Bras. Frutic. [online]. Jaboticabal - SP, vol.34, n.4, pp.1174-1179. 2012.

SANTANA, L. V. R. Análise do comportamento da velocidade do vento na região Nordeste do Brasil utilizando dados da ERA-40. 2014. 46 f. Dissertação (Mestrado em Biometria e Estatística Aplicada) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2014.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. O cultivo e o mercado da lichia. Sebrae Nacional. 2016. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/O-cultivo-e-o-mercado-da-lichia. so em: 10 fev 2016.

SILVA, D. F. P.; LINS, L. C. R.; CABRINI, E. C., BRASILEIRO, B. G.; SALOMÃO, L. C. C. Influence of the use of acids and films in post-harvest lychee conservation. Ceres, v. 59, n. 6, v., p. 745-750, 2012.

SILVA, A. V.; CUNHA, L. P.; MEIRELES, L. R.; GOTTSCHALK, L.; MOTA, R. A.; LANGONI, H. Toxoplasmose em ovinos e caprinos: estudo soroepidemiológico em duas regiões do Estado de Pernambuco. Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v.33, n.1, jan-fev, p.115-119, 2003.

SMARSI, R.C.; OLIVEIRA, G. F.; REIS, L. L.; CHAGAS, E. A.; PIO, R.; MENDONCA, V.; CHAGAS, P.; CURI, P. Efeito da adubação nitrogenada na produção de mudas de lichieira. Rev. Ceres, Viçosa, v. 58, n.1, p. 129-131, jan/fev, 2011.

SOUSA, P. B.; SILVA, E. F.; LIMA, M. A.; MONÇÃO, E. C.; SILVA, M. J. M.; NASCIMENTO, V. L. V. Avaliação físico-química de lichias (Litchi chinensis Sonn.) comercializadas em Teresina - Piauí. VII CONNEPI, Palmas – Tocantins, 2012.

VERSLYPE, N. I., & CALDAS, R. M. Potencial para o cultivo do caquizeiro na Microrregião do Vale do Ipanema através do modelo digital do terreno. Revista Geama, v. 4, n. 1, p. 22-29, 2016.

VERSYPLE, N. I., CALDAS, R. M. S., JÚNIOR, J. M. C., & ANDRADE, J. S. Potencial para o cultivo do girassol na Microrregião do Pajeú através do modelo digital do terreno| Potential for sunflower crop in the Microrregião do Pajeú through the digital terrain model. Revista geama, v. 2, n. 2, 2015.

WU, B.; LI, X.; HU, H.; LIU, A.; CHEN, W. Effect of chlorine dioxide on the control of postharvest diseases and quality of litchi fruit. African Journal of Biotechnology, vol. 10, no 32, p. 6030-6039, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Geama

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.