Comparative analysis of the environmental impacts of port activities in Pernambuco ports | Análise comparativa dos impactos ambientais das atividades portuárias nos portos de Pernambuco

Ana Paula Xavier de Gondra Bezerra, Ítala Gabriela Sobral dos Santos, Maria Carolina da Silva, Fabrício Ângelo Gabriel, Romildo Morant de Holanda, Alex Souza Moares

Resumo


Port activities can create serious consequences to human health, coastal ecosystems and socioeconomic activities. The panorama of the port sector shows a scenario of intense transformation, whose environmental impacts should be analyzed carefully. The main impacts are due to the port operation and infrastructure deployment activities to promote the transit of cargo. In this sense, the objective of this work is to identify the main environmental impacts from port activities in the state of Pernambuco (Suape and Recife’s). Through this, the proposed methodology was based on conducting research and synthesis from bibliographic material of the area to generate this literature review. It was found that port implementation activities can cause the following impacts: the hydrological pattern and sediment dynamics of natural coastal areas (habitats, ecosystems, changes in the coastline), vegetation removal, modification in the layout and channel changes at the bottom of water bodies, water pollution, soil, subsoil and air. On the other hand, port operation activities can generate environmental problems, such as changes in water quality, air pollution due to the emission of gaseous and solid particles, various disorders due to the traffic of heavy vehicles in the urban environments, generation of odors, noise, change of landscape, disturbances in fauna and flora, the increase of endemic disease vectors in man, and the introduction of exotic species. All these problems have been identified both in Port of Suape and Port of Recife as based on previous survey studies. It is concluded that these activities are necessary for the operation of ports, and in this sense the monitoring of these areas becomes necessary to monitor the risks and environmental impacts so that the actions of the ports do not compromise the ecological balance.


Palavras-chave


port activities, environmental impacts, ports

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, L. P. Análise da efetividade dos estudos ambientais: O Caso do Complexo Industrial Portuário de Suape. 2003. 120f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

ANTAQ - Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Brasil). Impactos Ambientais. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. de 2016

ANTAQ - Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Brasil). O porto verde: modelo ambiental portuário. 2011. Disponível em: . Acesso em: 27 de abr. de 2016.

ANTAQ. Principais portos brasileiros. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. de 2016.

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Brasil). Água de Lastro. Disponível em: . Acesso em 03 de maio de 2016.

BRAGA, R. A. P.; UCHOA, T. M. M.; DUARTE,M. T. M. B. Impactos ambientais sobre o manguezal de Suape – PE. Revista Acta Botanica Brasilica (Online), v.3, n°2,1989.

BRASIL. Casa Civil da Presidência de República. LEI nº 12.815, de 5 de junho de 2013. Dispõe sobre a exploração direta e indireta pela União de portos e instalações portuárias e sobre as atividades desempenhadas pelos operadores portuários. Disponível em: . Acesso em: 29 de abr. 2016.

BRASIL. Casa Civil da Presidência de República. LEI nº 9966, de 28 de abril de 2000. Dispõe sobre a prevenção, o controle e a fiscalização da poluição causada por lançamento de óleo e outras substâncias nocivas ou perigosas em águas sob jurisdição nacional e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 15 de jun. 2016.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente, Conselho Nacional do Meio Ambiente, CONAMA. Resolução CONAMA nº 01/86 de 23 de janeiro de 1986. Disponível em:. Acesso em: 10 de jun. 2016.

CASTRO, S. M.; ALMEIDA, J. R. Dragagem e conflitos ambientais em portos clássicos e modernos: uma revisão. Revista Sociedade & Natureza (Online), Uberlândia, v 24, n. 3, p. 519-534, 2012.

COSTA, I. C. M. A FAUNA SINANTRÓPICA NOCIVA NOS PORTOS BRASILEIROS. 41f. 2013. Monografia (Especialização em Engenharia Gestão Portuária). Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2013.

DIAS, A. V. C.. Portos e a Gestão Ambiental Estudo de Caso: Companhia Docas do Pará – CDP. 2013. 66f. Monografia (Especialização em Engenharia e Gestão Portuária) - Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2013.

DUTRA, Daniele Vasques. A análise swot no Brand DNA Process: Um estudo da ferramenta para aplicação em trabalhos em Branding. 2014. 241f. Dissertação (Mestrado em Design E Expressão Gráfica). Universidade Federal de Santa Catariana, Santa Catarina, 2014.

FAVROD, N. Determinação de hidrocarbonetos do petróleo dissolvidos e / ou dispersos nas águas do complexo estuarino da Bacia do Pina – Bacia portuária (Porto do Recife) – Recife. 2012. 32 f. Monografia (Ciências Biológicas) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

FLORO NETO, J. B. O papel da autoridade portuária na gestão dos resíduos sólidos no porto organizado de Suape. 2012. 129 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

FREITAS, F. M. R. Uso de Cladonia verticillaris (raddi) Fr. (Líquens) como Biomonitor da Qualidade do Ar no Complexo Industrial Portuário de Suape – PE. 2006. 69f. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

GOIS, T. S.; BARBOSA, M. S.; AMARAL FILHO,J. H. B.; GONZAGA, I. M. D.; SOUZA, E. E. S.. Levantamento dos impactos ambientais causados pela indústria do petróleo e gás offshore. In: I Congresso Nacional de Engenharia Petróleo, Gás Natural e Biocombustiveis III workshop de Engenharia e Petróleo. 2015.

HAZIN, F. H. V.; AFONSO, A. S.; CASTILHO, P. C.; FERREIRA, L. C.; ROCHA, B. C. L. M. Regional movements of the tiger shark, Galeocerdo cuvier, off northeastern Brazil: inferences regarding shark attack hazard. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Online), v. 85, nº3, p.1053-1062, 2013.

HOFMANN, R. M. Impactos Ambientais Causados Pelas obras de Construção e Ampliação de Portos Marítimos no Brasil com Ênfase nas Comunidades Pesqueiras. Câmara dos Deputados - Praça dos Três Poderes Consultoria Legislativa, Brasília – DF. Disponível em: . Acesso em: 03 de jun. 2016.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Baixar Mapas – estado de Pernambuco. Disponível em: . Acesso em: 15 de jun. 2016.

KOENING, M. L.; ESKINAZI-LEÇA, E.; NEUMANN-LEITÃO, S.; MACÊDO, S. J. Impactos Da Construção do Porto de Suape sobre a Comunidade Fitoplanctônica no Estuário do Rio Ipojuca (Pernambuco-Brasil). Revista Acta Botanica Brasilica (Online), v 16, n°4, p. 407-420, 2002.

LIRA, R. M.; SANTOS, A. N.; SILVA, J. S.; BARNABÉ, J. M. C.; BARROS, M.S.; SOARES, H. R. A utilização de águas de qualidade inferior na agricultura irrigada. Revista GEAMA (Online), v.3, n.1, p. 62-83, 2015.

LOURENÇO, A. V.; ASMUS, M. L. Gestão Ambiental Portuária: fragilidades, desafios e potencialidades no porto do Rio Grande, RS, Brasil. Revista de Gestão Costeira Integrada / Journal of Integrated Coastal Zone Management (Online), v.15, n. 2, p. 223-235, 2015.

MANSO, V. A. V.; COUTINHO, P. N.; GUERRA, N. C.; SOARES JR, C. A.. Erosão e Progradação do Litoral Brasileiro - Pernambuco. 2006. Disponível em: . Acesso em: 25 mai 2016.

MEDEIROS, M. C. DE; RAMALHO, A. M.; ALMEIDA, F.; CARVALHO, G.; SANTIAGO, L.. Os impactos do Complexo Industrial Portuário de Suape – CIPS nos municípios do Cabo e Ipojuca. Architecton - Revista de Arquitetura e Urbanismo (Online), v. 4, nº 7, p. 67-80, 2014.

PORTO DE SUAPE. Histórico. Disponível em: . Acesso em: 02 de mai 2016.

PORTO DIGITAL. Vista do porto do Recife. 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 de jun. 2016.

PORTO DO RECIFE. Infraestrutura. Disponível em: . Acesso em: 02 de maio 2016

PORFFO, I. R. F. Percepção de Riscos e Comportamento da comunidade diante de acidentes ambientais em áreas portuárias de Santos e São Sebastião. 2011. 119f. Tese (Pós-Doutorado em Psicologia Clínica). Pontíficia Universidade Católica, São Paulo, 2011.

ROMERO, A. F.; ASMUS, M. L.; MILANELLI, J. C. C.; BURUAEM, L.; ABESSA, D. M. S. Self-diagnosis method as an assessment tool for environmental management of Brazilian ports. Revista de Gestão Costeira Integrada / Journal of Integrated Coastal Zone Management (Online), v. 4 n. 4, p.637-644, 2014.

SÁ, M. E. Análise comparativa entre os portos do Recife e de Suape: desafios para gestão ambiental. 2008. 110f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) – Universidade federal de Pernambuco, Recife, 2008.

SERAFIN, I. T.; HENKES, J. A água de Lastro: um Problema Ambiental. Revista Gestão Sustentável. Ambiental (Online), Florianópolis, v. 2, n.1, p. 92-112, 2013.

SILVA, M. C. Monitoramento e Ações de Prevenção Ambiental Adotados em uma Obra Portuária. 2014. 89 f. Monografia (Engenharia Ambiental) – Centro Universitário Mauricio de Nassau, Recife, 2014.

SILVA, O. R.; GOMES, M. B. M. Impactos das Atividades Portuárias no Sistema Estuarino de Santos. Revista Metropolitana de Sustentabilidade - RMS (Online), v. 2, n. 2, p.64-81, 2012.

SILVA, J. S. e; SOUZA, P. L. Avaliação de impacto ambiental e capacidade de suporte do porto e embarcações em Fernando de Noronha. In: 48ºCongresso

SOBER – Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Tecnologia, desenvolvimento e Integração Social. 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Geama

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.